... eu escrevo, eu me mostro, eu me escondo... São inúmeras possibilidades, apenas uma de mim. Quem sabe no que vai dar?

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Socorro, estou sentindo mais do que posso.
São sensações estranhas e muito incômodas que ardem bem dentro do estômago.
Alguém arranque meu coração que esse já não aguenta mais bater nem apanhar.
Por favor, tirem essa emoção enorme de mim.
Já sinto mais do que devia ou queria. O que é isso?
Sei de coisas que não devia saber pro meu próprio bem. Existe isso?
Um chuveiro bem quente pra ficar debaixo e esquecer. A solidão completa pra ninguém me ver agora. Não ter que falar, nem responder, nem justificar, nem pensar, esquecer, parar.
Devia ter deixado de ser tão curiosa a muito tempo. A curiosidade matou o gato e eu preferia ter ficado ignorante.
Por favor não pergunte. Por favor não comente. Por favor não leia.
Faz como eu: lava o rosto e finge que não aconteceu nada e que você chegou agora. Bate a porta pra eu saber que você chegou e apagar isso antes que você leia. Finge que tava distraído com alguma coisa.
E quando eu te perguntar se você leu responda: "Leu o quê?".

Um comentário:

Malthus disse...

Bonito. Mas não posso esquecer que sentir um pelo outro é o que nos move. bjs