... eu escrevo, eu me mostro, eu me escondo... São inúmeras possibilidades, apenas uma de mim. Quem sabe no que vai dar?

quinta-feira, 26 de junho de 2008

O jeito é aderir...


Sempre li blogs de muitas pessoas e imaginei se um dia conseguiria fazer o meu. Talvez fique uma boa porcaria! Talvez ninguém leia (ou quem sabe apenas meus amigos mais íntimos).

Daí pensei: "E daí?!". Eu vou escrever o que eu quiser e é isso que importa. Se ninguém vai ler não tem problema. Eu sempre escrevi o que pensava nos meus cadernos do colégio e ninguém lia. Sempre escrevi cartas para alguém, dizendo o que realmente pensava, e nem sempre entreguei.

Meus pensamentos geralmente ficaram guardados. Nunca me incomodei com a falta de publicidade. Sempre fui uma escritora solitária, escrevi pra mim mesma. Também nem sempre terminei o que escrevia (ficou tudo perdido no fundo da gaveta). Acho que por vergonha de me mostrar ou talvez por medo de ler no futuro e me sentir ridícula por ter escrito tanta besteira quando era mais nova.

Seja o que Deus quiser. Se tiver que haver inspiração, que haja. Se não... Eu penso na falta de inspiração quando acontecer.